ESTÉTICA NOVA
Endermologia - Estética Nova
Endermologia

O tratamento é realizado com um aparelho que massageia o corpo, promovendo
a melhora da circulação e a eliminação de toxinas. É eficiente no
combate à celulite, gordura localizada e na diminuição da tensão
muscular. A endermologia foi criada na França nos anos 70. O principal
objetivo da técnica era eliminar cicatrizes decorrentes de queimaduras e
acidentes.

Depois de algumas sessões, o criador da técnica, Louis Paul Guitay,
observou que na região tratada havia uma melhora, principalmente, na
redução de celulite e gordura localizada. A textura da pele fica lisinha,
sem contar que tonifica a musculatura remodelando o corpo. Mas cuidado! Caso
esse tratamento seja aplicado incorretamente pode provocar flacidez na pele,
rompimento de vasinhos, além de deixar o corpo todo dolorido.

Esse aparelho é formado por uma bomba a vácuo que aspira o ar no tubo e na
ventosa e graças a um potenciômetro sua capacidade de sucção pode ser
regulada. Quando a ventosa é colocada em contato com a pele, e o orifício
do tubo de sucção é fechado, a aspiração, cria um vácuo provocando uma
sucção na pele. Em razão do eletrodo de vidro ser transparente,
facilita-se a visualização da reação da pele durante sua aplicação,
evitando lesões. A atuação mais intensa da sucção é do tipo mecânico,
porque se observam mobilizações do estrato cutâneo profundo com
deslocamento do tecido de sulcos como rugas favorecendo a produção de
colágeno. O aparelho é composto por dois rolinhos que deslizam sobre a
pele e realizam uma tração no corpo, aumentando em até três vezes a
drenagem linfática e a produção de colágeno (substância responsável
pela elasticidade da pele). É importante ressaltar que essa ação
permanece até seis horas após o término da sessão. A endermoterapia é
aplicada principalmente na parte externa e interna das coxas, nas costas, na
região interna dos braços e no abdômen. Com a endermoterapia, além de
amenizar os problemas de celulite e gordura localizada, têm-se ainda o
efeito de uma pele lisinha e rejuvenescida, com mais tônus e elasticidade.
Essa diferença é fácil de perceber quando se pinça a pele, como se
estivesse dando um beliscão. Em uma pele envelhecida cria-se uma prega e
ela volta lentamente, ao contrário da jovem, que o retorno é instantâneo.
É recomendada também no pré e pós-operatório da lipoaspiração, mas
só pode ser realizada quinze dias após a cirurgia. Além de ajudar na
cicatrização, a endermoterapia ajuda a eliminar as possíveis sobrinhas de
gordura.
Sua aplicação pode ser importante quando se pretende atingir os planos
mais profundos da pele como nas cicatrizes, tecido fibroso, rugas e após
intervenções cirúrgicas. Sua aplicação corporal se dá nas regiões
abdominal, pernas e glúteo, podendo ser utilizada como drenagem linfática
e como estímulo para abertura e fechamento dos gânglios, facilitando ainda
mais o trabalho de drenagem. Provoca intensa hiperemia em pouco tempo,
facilitando a circulação sanguínea e linfática.
A variação da intensidade da sucção permite que se realizem diferentes
tipos de estímulos, por exemplo, com uma pressão máxima e durante um
segundo, pode-se realizar a abertura e fechamento dos gânglios antes e
depois, respectivamente, da drenagem. Já para a drenagem podem utilizar uma
pressão entre 30 e 50 mmHg, em velocidade lenta, facilitando o movimento da
linfa pela sucção, na direção do gânglio mais próximo. Os valores das
pressões são aproximados, pois variam de acordo com a sensibilidade de
cada paciente, podendo ser maior ou menor.

Sua utilização em pré e pós-operatórios de plásticas corporais é
muito ampla, tanto para prevenir como para tratar os edemas decorrentes das
cirurgias. Sendo que no pré atuará mais no sentido de desobstrução e
preparação dos vasos e no pós além de desobstruir, acelera a
cicatrização por ativar a neoformação de vasos. Previne a formação de
aderências e queloides, ou atenua se já existem, por atuar nas fibras
colágenas, desfibrosando-as e melhorando a oxigenação tecidual. É
importante realizar esse tratamento após a aprovação médica, evitando
complicações futuras.


Como funciona a endermologia

A endermologia é uma técnica que consiste na realização de uma massagem
vigorosa com um aparelho específico, que não causa dor e ajuda a eliminar
a celulite. Esta técnica é bastante segura e deve ser feita por cerca de 2
meses para se obter resultados.
Quando surgem os resultados

Normalmente, os resultados da endermologia surgem após 10 a 15 sessões de
30 minutos, cerca de duas vezes por semana.
Contraindicações

As contraindicações da endermologia estão relacionadas com o aumento da
circulação e, por isso, está contraindicada no caso de trombose,
infecções ou inflamações locais, problemas respiratórios, doenças
renais e problemas no fígado, diabetes e problemas na circulação
sanguínea.

Além destas contraindicações, as mulheres grávidas também não devem
recorrer à endermologia.

Geralmente, a endermologia não causa complicações, sendo que após as
sessões de endermologia, se pode sentir aumento da sensibilidade ou
surgimento de hematomas, sendo que o terapeuta deve ser avisado.

Vantagens da Endermoterapia:

• Diminui a celulite e gordura localizada;

• Alivia tensões musculares;

• Favorece a eliminação de toxinas;

• Promove a drenagem linfática;

• Estimula a produção de colágeno;

• Tonifica e diminui a flacidez da pele.



Fonte
:https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/fisioterapia/tratamentos-esteticos-endermologia/21143

A utilização da endermologia no tratamento fisioterapêutico em pacientes
com fibro edema geloide . Revisão Bibliografica

Voltar

Inscreva-se na newsletter


Receba novidades da Estética Nova no seu email!
    enviar
Rua Altinópolis, 258 - Água Fria - São Paulo - SP - CEP: 02334-000
Horário de funcionamento: 2ª à 6ª feira - 7:00h às 22:00h sábados 8:00h às 15:00h.
Telefone: 11 2532-8169
whatsapp: 11 97741-4373
facebook instagram youtube

desenvolvido por Amplus Amplus